terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Mude!

Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importanteque a velocidade....
Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores do que as já conhecidas, mas não é isso o que importa. O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia. Só o que está morto não muda!
Trecho do poema de Clarice Lispector

5 comentários:

Jorge disse...

Grazzi querida escolheste bem o poema da Clarise, lindo, tem tudo a ver com nós corredores, parabéns menina que vc além de correr tem essa virtude de gostar de poemas.

Então já que é para mudar vamos mudar...

Bons treinos...

Bjsss

JORGE CERQUEIRA
www.jmaratona.blogspot.com

António Almeida disse...

Olá Grazzi
excelente o trecho do poema.
Também gosto muito de correr e de poemas.
António Almeida

Diego da Costa disse...

Oi Grazzi, passei para te dizer que tem um selinho no meu blog para você. Abraços!!!

Xampa disse...

Muito bom o poema.
Sou favorável a mudança. Já mudei muito de trabalho e das atividades que fiz. Acho que nunca seria um especialista em algo, não conseguiria, sou generalista puro. Preciso mudar. Algumas mudanças doeram, mas o que não me mata me fortalece.
Valeu.

edson marques disse...

Agradeço por ter publicado aqui o meu poema Mude. Pena que você, por um desculpável engano, diz que é de Clarice Lispector.

Não é.

Espero que possa ler o livro Mude, que já foi editado pela Pandabooks, com prefácio de Antonio Abujamra. Além de ter sido gravado na faixa 4 do CD Filtro Solar, do Pedro Bial.


Abraços, flores, estrelas..